5 reflexións sobre “A USC queda sen seguratas

  1. Ainda tivo sorte que lhe deixou a roda. Esse cadeado (provavelmente o único da bici onde não há que poupar) não lhe dura nem dous minutos a um dos profissionais do furto de bicis,.. e além, sempre há que assegurar o quadro! :X Não há diferença entre deixar a bici deitada sem mais nada a como esta nessa foto, só puxar da palanca e hop….

    De qualquer jeito, com o tempo suficiente todos os sistemas anti-furto (até os melhores) são rotos, é uma das maldições das bicis… melhor não se separar dela nem pra ir mijar.

  2. eu vin traballar moito os prosegures, para trincar a alguns rapaciños chamando á policia por facer pintadas, algo desde logo moi perigoso xa que ensucian o gris alegre das paredes e ademais é perigoso que os estudantes maltratados protesten, ou os que pensan mais que nos estudos, os que cren que os estudos son aplicables a realidade e tentan cambiala ou modificala… son moi perigosos, por iso eu creo que deberian manterse os prosegures, porque como dicia goethe: prefiro o desorde a inxustiza.

  3. Oh! Pois eu o ano pasado vía ahí sempre unha bicicleta dun hippie que non cría nas ataduras da sociedade (vamos, que non amarra a burra á estaca) e ninguén lla quitou nunca!! Sería un elemento disuasorio ese carteliño que penduraba do sillín que dicía: NO OIL??
    Se lle escribo ao coche iso de NO OIL deixará de consumir ghasoil??

Os comentarios están pechados.